As atualidades do Groupe Roullier : Inovação

Abr.
2018

24h no laboratório de P&D em nutrição animal no CMI Roullier

24h no laboratório de P&D em nutrição animal no CMI Roullier

Escrito por Groupe Roullier / publicado em Inovação

Com dois rúmens artificiais e dois digestores, o laboratório “eficiência nutricional”, aberto no 2016, é responsável pelo teste de diferentes formulações sob condições controladas. Imersão no coração da inovação em Nutrição Animal com a Dra. Anca Lucia Laza Knoerr, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento, e sua equipe.

visuels article na POR1

8:30h - Preparativos finais

Como todas as semanas, a equipe está trabalhando para efetuar o teste do dia no laboratório de “eficiência nutricional” no CMI Roullier, em St-Malo. Anca faz um balanço com as equipes e espera a entrega dos sucos frescos do rúmen, que são essenciais para o bom funcionamento dos dois rúmens artificiais

10h – Lançamento dos testes

Os sucos chegam como previsto. A equipe coloca-os para reagir com as diferentes preparações a serem testadas. “Todo mundo sabe o que tem a fazer; o suco do rúmen é um produto fresco e frágil, então tudo deve estar pronto para sua chegada”, diz Anca. “Todos preparamos o dispositivo com cuidado no dia anterior. Além disso, para poder analisar a influência de uma formulação alimentar sobre a eficácia da nutrição, devemos realizar os mesmos testes várias vezes e temos que estar bem preparados para aproveitar ao máximo o potencial de nossos dois rúmens artificiais”.

visuels article na POR2

11h – Estudo de novas demandas

Anca e sua equipe estão em conferência telefônica com um gerente de produtos de Nutrição Animal, sobre uma nova formulação a ser testada. “Nós somos organizados como fornecedores de serviços para as filiais do Grupo. Nós gerenciamos todos os pedidos como os de um cliente pleno para quem estamos realizando um projeto de parceria. Em cada projeto, eu designo uma pessoa de contato, que é o único ponto de contato sobre o programa”, explica a gerente.

14h – Acompanhar o desenvolvimento

Após a pausa para o almoço, Anca entra em uma reunião com outro membro de sua equipe para revisar os protocolos de teste dos dois novos digestores artificiais projetados para estudar a digestão de espécies monogástricas, isto é, com apenas um estômago, em particular porcos e aves. Às 15 horas, volta ao escritório para avaliar algumas candidaturas a emprego recebidas pela manhã. Dois CV parecem interessantes. Ela os mostrará amanhã ao resto da equipe.

visuels article na POR3

16h – Primeiras amostras

Já são 6 horas desde que os primeiros testes de fermentação foram lançados. Anca vai à sua equipe para ver os resultados. “Nós medimos principalmente as quantidades de fibras digeridas. É um critério importante para os agricultores. Ele determina uma parte do rendimento da digestão da vaca e, portanto, o potencial de lucro econômico para o agricultor”, insiste Anca. Em paralelo, os rúmens são conectados e dão em tempo real os volumes de gás produzidos, diretamente através do wi-fi no computador central do rúmen principal artificial. É também um indicador muito importante para medir o impacto ambiental de uma fórmula através da emissão de gases de efeito estufa. 17h. Anca mergulha em um resumo dos resultados de uma campanha de testes que sua equipe acaba de finalizar.

Compartilhar o artigo : TWEETER LINKEDIN FACEBOOK GOOGLE +